Baixar mangá: Confira as melhores fontes!

Se você está procurando fontes para baixar mangá, veio ao lugar certo. Com a crescente popularização dos mangás – histórias em quadrinhos orientais – aqui no ocidente, cada vez mais pessoas estão buscando versões online para baixarem e acompanharem diversas séries.

História dos Mangás

Baixar mangá: Confira as melhores fontes!
Baixar mangá: Confira as melhores fontes!

Mangá é um termo abrangente para uma ampla variedade de histórias em quadrinhos e graphic novels originalmente produzidas e publicadas no Japão.

Ao contrário dos quadrinhos ocidentais, que geralmente são impressos em cores, os mangás japoneses são quase sempre publicados em preto e branco. As impressões coloridas geralmente são usadas apenas para lançamentos especiais.

O mangá japonês é lido da direita para a esquerda, e não da esquerda para a direita, que é a norma para publicações ocidentais. Pode levar algum tempo para se acostumar se você só leu publicações no formato ocidental, mas dificilmente notará depois de praticar o suficiente.

No Japão, os mangás são normalmente lançados mensalmente ou semanalmente, capítulo por capítulo, por meio de revistas de mangá como a Weekly Shōnen Jump (que está em circulação desde 1968). Se uma série é popular o suficiente, seus capítulos são publicados em volumes chamados volumes tankōbon, que geralmente apresentam alguns capítulos da história geral.

A maioria das séries de mangá são longas e podem ter vários volumes. Isso é algo a ter em mente ao iniciar uma nova série, pois é necessário que você leia os volumes na ordem correta. Isso pode ser mais fácil para pequenas séries, como Sailor Moon, por exemplo, que tem apenas cerca de 12 volumes, em comparação com séries mais longas, como Dragon Ball, que tem 42 volumes.

Qual a diferença entre mangá e anime?

Anime é outro termo abrangente para todas as formas de animação criadas e publicadas no Japão. Quando a maioria das pessoas ouve a palavra ‘anime’, pensa em adaptações de séries de mangá, como Dragon Ball Z e Sailor Moon.

Ambos os programas de televisão aumentaram a popularidade do anime japonês no ocidente quando foram ao ar na TV durante os anos 2000.

Se uma série de mangá for popular o suficiente, ela pode se tornar um anime, como foi o caso dos exemplos mencionados, ou até mesmo o jogo Euphoria que se tornou o anime mais horrível do mundo. Em alguns casos, o oposto é verdadeiro; um anime original popular receberá uma adaptação de mangá. No entanto, os dois termos representam coisas diferentes.

Resumidamente, Anime é animação e Mangá é impresso.

Por onde devo começar?

A coisa mais importante a saber sobre mangá é que com certeza há uma opção para todos os gostos.

Se você gosta de comédias românticas ambientadas em escolas, no ensino médio ou histórias épicas de fantasia ou até mesmo fofos, há um mangá para você.

Isso porque esse tipo de obra é categorizado principalmente pelo público primeiro, depois pelo gênero. Por exemplo, Cardcaptor Sakura é um mangá shojo (jovem) “garota mágica” (subgênero).

No entanto, isso não significa que um menino não possa gostar da série. Isso é simplesmente como eles são comercializados.

Se você estivesse procurando um mangá para um garoto que gosta de fantasia ou mistério, você procuraria por mangá “fantasia shonen (menino)” ou “mistério shonen”.

Onde baixar Mangá?

Alguns sites disponibilizam séries completas para baixar mangá.

Se você quer assistir online, no seu celular, computador, tablet ou em e-readers (como Kindle), então pode comprar em lojas oficiais (como a Amazon, por exemplo), ou baixar gratuitamente em alguns bancos de Mangá que disponibilizam.

Algumas opções para baixar Mangá grátis incluem:

– Union Mangá;

– Instituto Mangaká;

– MangaFox;

– Mangá Host;

– Nine Manga;

– Crunchyroll Manga;

– Manga Livre.

Essas são apenas algumas opções entre tantas outras disponíveis na internet. Você ainda pode encontrar as versões +18 em sites como Nhentai e Bhentai.

Hellen

Sou focada em resultados e sempre busco a performance em minhas ações, carrego a praticidade no meu DNA e acredito que o menos é mais cabe em todas as situações. Atuo no mercado digital há mais de 10 anos, sendo que muitos deles trabalhando como freelancer. Sou formada em Publicidade e Propaganda pela Uninove, Pós-Graduada em Comunicação e Marketing pela USP. Especialista em Links Patrocinados pelo Google e Marketing Performance pela Universidade do Vale do Silício, Udacity.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo