Confira dicas de como precificar seu trabalho

tablet com um calendário e macbook aberto com gráficos
tablet com um calendário e macbook aberto com gráficos

A pergunta mais comum quando estamos iniciando no mundo de freelancer é saber como precificar seu trabalho? Acredito que todos já passaram por esta situação, pois é preciso pensar em uma série de variáveis para enfim, chegar em um valor a ser cobrado.

Hoje vou te ajudar a refletir e desenvolver um método de precificação vantajoso tanto para o seu negócio, como para o cliente.

Como e quanto cobrar pelo seu trabalho

Existem muitas dúvidas ao redor do assunto e as pessoas possuem muitas curiosidades em saber quanto ganha um consultor ou um freelancer. De toda forma, apesar da resposta ser direta, não existe uma resposta simples.

O fato é que depende muito de uma série de fatos, mas principalmente da experiência sobre o assunto, da quantidade de horas trabalhada e do preço praticado pela sua concorrência, entre outras coisas.

Ou seja, trabalhar por conta própria pode parecer um sonho, mas por vezes pode se tornar um pesadelo se você não entender o quanto cobrar.

Logo, o principal erro cometido pelos iniciantes é usar a tabela de preços de outras pessoas ou até mesmo cobrar um valor muito pequeno. Dessa forma, se o dinheiro não for suficiente para pagar suas contas básicas, mesmo que tenha trabalhado demais, não conseguirá seguir como freelancer .

Mas então, como precificar o seu trabalho?

Apesar de já termos dado alguns spoilers sobre isso em um artigo anterior, neste texto nós explicaremos mais detalhadamente como definir o preço do seu trabalho.

Dicas para precificar serviços

Qual a primeira coisa que você pensa ao receber um pedido de orçamento?

Você tem noção de quais os custos indiretos que você paga para realizar o seu trabalho?

Você tem lembrado de acrescentar o valor do seu próprio salário como custo?

Eu aposto que você nem mesmo sabe responder essas perguntas.

Precificar um trabalho, principalmente quando se trata de um serviço, pode te pregar algumas peças. 

Por isso, fizemos esse pequeno checklist que te ajudará a conferir todos os pontos necessários na hora de montar um orçamento.

Custos

Na hora de pensar nos custos de um projeto, pode parecer que tudo é óbvio, mas na verdade existem vários pontos que são “invisíveis” para um iniciante.

Por exemplo, imagine que você é um escritor e recebeu um pedido de orçamento para um projeto que ficará pronto em cerca de uma hora. 

Para calcular o custo de produção para um texto, é necessário pensar em tudo que será preciso para executar o projeto.

Primeiramente, você precisará de um computador ou papel e caneta. Esse é o seu custo de equipamentos. 

Além disso, há o custo de energia elétrica para a produção do texto. Você tem ideia de quanto custa, em média, uma hora de consumo da energia da sua casa?

Se você alugou um espaço para escrever, como um escritório, existe o aluguel do mesmo, o custo de deslocamento até o lugar. 

Não esqueça, também, do valor da sua hora de trabalho. Quanto você ganharia por hora se estivesse prestando esse serviço para uma empresa privada?

A nota fiscal que você emitirá exige o pagamento de impostos.

Todos esses pontos são considerados custos e precisam ser repassados para o seu cliente dentro do orçamento final.

Margem de lucro

Quando você coloca no papel todos os custos envolvidos na execução do projeto, já tem uma noção do valor mínimo a ser cobrado por ele.

Logicamente, você não pode cobrar por um projeto menos do que ele custará para ser feito, ou terá prejuízo.

A partir disso, comece a pensar em quanto você quer ter de lucro por tipo de serviço oferecido.

Se você não tem absolutamente nenhuma ideia, acompanhe o preço praticado por outros profissionais do mesmo mercado e em realidades parecidas. Mas lembre-se que deve ser apenas um começo, e que praticar os preços do seu concorrente pode não ser ideal para o seu modelo de negócio.

Fique Atento

De nada adianta cobrar um valor parecido com o de alguém que não mora em lugar parecido com o que você mora. Verifique se ele tem os mesmos diferenciais que você.

A localização tem grande influência na hora de calcular os custos, já que insumos podem variar muito de preço de acordo com a região.

Em relação a sua experiência, use-a para agregar valor ao que você oferece e, consequentemente, aumentar a sua margem de lucro de maneira proporcional.

Você faz um serviço que ninguém mais tem? Cobre por isso!

Markup

Markup é o índice utilizado para calcular o preço ideal de um produto ou serviço.

Utilizar o markup como método de precificação é uma ótima maneira de começar a montar a sua tabela de preços.

Para calcular o markup de um produto ou serviço, basta utilizar a seguinte fórmula:

Markup: 100/100-(CUSTOS+MARGEM DE LUCRO PRETENDIDA)

Depois, multiplique o seu custo total pelo índice markup obtido e você terá o seu preço de venda “ideal”. 

Preço de venda: CUSTO X MARKUP

Dessa forma, é mais fácil manter um equilíbrio nos seus preços e encontrar um norte para começar o seu processo de precificação.

Mas qual a importância de saber como precificar o seu trabalho?

Neste artigo, a ideia geral é te ensinar a precificar o seu próprio trabalho da maneira adequada.

O entendimento de uma precificação correta é essencial, principalmente para pequenos empreendedores e iniciantes, pois a pouca experiência nesse tipo de situação pode significar prejuízos enormes e até mesmo a falência.

O preço certo não apenas te gerará lucros, mas te colocará no mercado, possibilitando seu crescimento, seja como profissional ou como uma empresa. 

Portanto, se você está começando, não se deixe enganar!

Você pode encontrar alguns clientes mal intencionados por aí que tentem te convencer a aceitar valores mais baixos do que o seu serviço vale, mas não permita que o desespero te faça ceder.

Se você calculou o seu preço de maneira correta e justa, sempre terá argumentos para explicar cada linha que compõe o preço final de um orçamento.

Mantenha seu foco em clientes que saibam valorizar o que você faz e trate de fideliza-los.

E aí, você estava precificando seu trabalho da maneira correta? Conta para a gente qual foi o seu processo de precificação.

Hellen Bispo

Sou focada em resultados e sempre busco a performance em minhas ações, carrego a praticidade no meu DNA e acredito que o menos é mais cabe em todas as situações. Atuo no mercado digital há mais de 10 anos, sou formada em Publicidade e Propaganda pela Uninove, Pós-Graduada em Comunicação e Marketing pela USP e Aluno Especial de Mestrado em Comunicação Cognitiva. Especialista em Links Patrocinados pelo Google e Marketing Performance pela Universidade do Vale do Silício, Udacity.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.